quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Canil de Vale Cavala indigna populares

Ver edição completa Moradores acusam perigo para a saúde pública e exigem urgente tomada de medidas A falta de higiene no canil de Vale Cavala, na Charneca da Caparica, está a gerar uma onda de protesto por parte de alguns moradores da freguesia que convocaram para este sábado, dia 25, uma concentração que irá rumar ao local para denunciar publicamente a situação. A existência deste canil é do conhecimento da Câmara de Almada e já foi participada à Direcção-Geral de Veterinária (DGV). “Temos a confirmação, ainda que informal, de que a DGV vai notificar o proprietário do canil para o encerrar”, adianta Rui Jorge Martins, vereador responsável pelo pelouro da Veterinária. Entretanto o deputado da Assembleia Municipal de Almada pelo Bloco de Esquerda, Luís Filipe, pretende que situações destas não se repitam e já contactou o partido para que na Assembleia da República questione o Ministro da Agricultura sobre o funcionamento da Direcção Regional dos Serviços de Veterinária de Lisboa e Vale do Tejo. “Tem de haver uma fiscalização efectiva sobre as condições de higiene nestes de espaços”, refere. “Este é um caso que vem alertar para a deficiente estrutura veterinária”. “Uma vez que a Câmara de Almada diz não poder agir”, acrescenta. E de facto o vereador Rui Jorge Martins afirma que a autarquia “não pode intervir em espaços privados”, embora tenha verificado que o canil de Vale Cavala “é ilegal e não cumpre as exigências necessárias para ser legalizado”, pelo que, “tem de ser fechado”. Ora é isso mesmo que pretende Helena Fraga uma das residentes que conhece o canil e denuncia a “falta de higiene” daquele espaço.Durante a semana passada, conjuntamente com várias pessoas esteve no local, onde fotografaram as condições em que e encontram os animais, e diz ter ficado “chocada”. “Há lixo e comida podre pelo chão que atrai imensas ratazanas”, conta Helena Fraga, envolvida na organização da manifestação do próximo sábado. “Não podemos ficar de braços cruzados depois de vermos como os cães ali vivem”. Animais que “são criados para serem vendidos para a caça”, acrescenta. Aliás, o próprio proprietário do canil, José Costa, confirma que cria cães para esta actividade. “Alguns dou, outros vendo”, mas não corrobora que estejam em más condições de higiene. “Pelo menos, de dois em dois dias limpo o canil e substituo a comida”, afirma. Quanto ao controlo sanitário dos animais, garante que “todos têm as vacinas em dia”. Contudo, José Costa admite que os 76 anos já lhe pesam e não é fácil fazer a manutenção do canil. “Estou a dar os cães e só vou ficar com alguns podengos portugueses”, raça de que diz ser um dos “principais criadores do país”. Ao mesmo tempo reitera: “Nenhum dos meus cães está maltratado”. Mais do que isso, garante: “Se me tirarem os meus podengos acabam-me com a vida”. Com a ordem da DGV para encerrar o canil colocam-se entretanto duas questões. Uma delas é a sobrevivência financeira de José Costa, curiosamente uma das figuras emblemáticas da freguesia pelo seu passado desportivo, como ciclista, e a outra qual o destino a dar aos cães. Ao mesmo tempo que afirma que aquele canil não pode continuar nas condições em que está, o deputado Luís Filipe também alerta para a subsistência financeira do seu proprietário, caso perca o rendimento da venda dos cães.Outra questão é o futuro dos animais. Segundo o vereador Rui Jorge Martins “está fora de questão abater os cães”. O que deverá acontecer é o canil municipal “acolher os animais até que estes sejam adoptados”. Entretanto a Câmara aguarda indicação formal da DGV para encerrar o canil. “Vamos actuar conforme formos solicitados” por este organismo.

7 comentários:

Anónimo disse...

pois a camara de Lisboa está ou estava em piores condições que este de almada! condições pessimas! cães com um espaço que mal conseguem dar um paço, presos a uma corda de meio metro sem comida todos sujos ......!!!!??????

Anónimo disse...

espero que vocês não sejam burocraticos......

José Manuel Almeida disse...

O importante é ajudar estes animais a terem condições dignas para serem bem tratados, porque infelizmente não é o caso. Seria perfeito conseguir-se pessoas para adoptar os animais, evitando que fossem colocados noutros locais... Aproveito para dar os parabens ao Jornal Região pela cobertura deste triste acontecimento.

susana disse...

Falar do que nao se conhece toda a gente fala!tendo conhecimento aqui vai a minha opiniao:
com tantos canis publicos em situaçoes degradantes em que nao existe legislaçao a proteger os animais, fala-se de um canil, em que nao há um cao que nao esteja vacinado, que nao tenha assistencia veterinária em caso de doença!que até em relaçao a parasitas estao controlados (e os da sua casa? estao??) trata-os com amor e carinho pois nao é apenas um negócio, uma fabrica de caes!é muito mais que isso!é alguem que tem orgulho nos animais que tem!que se orgulha de ter ninhadas que nao se vê na maioria dos criadores, por preferirem a quantidade á qualidade.

Gabriela disse...

http://www.facebook.com/topic.php?uid=155042444519237&topic=225

Gabriela disse...

http://www.facebook.com/topic.php?uid=155042444519237&topic=225

Anónimo disse...

Acho de baixo nivel e de má fé o que estão a fazer ao proprietário do canil. Para quem não o conhece, o Srº José Costa é um senhor que é capaz de dar a sua própria vida para o bem dos seus cães, até a data nunca maltratou um animal e apesar de todas as acusações feitas, o recinto cumpre os requisitos mínimos de higiene.