sexta-feira, 4 de abril de 2008

Lisboa - CRIL arrasa Hortas Sociais

Ver edição completa

Cidadãos e ambientalistas tentam salvar o que resta

Em tempo de Primavera até parece crime. E é-o, de facto, para quem há dezenas de anos cultivou plantas ornamentais, tratou árvores de fruto, semeou e colheu vegetais para consumo próprio e para presentear os amigos e agora vê as máquinas dispostas a arrasarem essa terra de ninguém transformada em aconchego de bolsas mal remediadas, ginásio natural, e terapia anti-
stress onde as preocupações da vida são domesticadas a golpe de enxada ou com mimos de água e fertilizante. O progresso quer avançar e as hortas que outrora serviram para alimentar Lisboa e que hoje são cada vez menos – apesar dos alertas de associações ambientalistas e do seu mais
conhecido “patrono”, o arquitecto Gonçalo Ribeiro Teles – vão dando algumas dores de cabeça aos empreiteiros que as encontram à frente das suas máquinas demolidoras e muitas dores de alma – até ás lágrimas – a quem as procurava diariamente como refúgio.(...)

(...) Continuação na página 6 do Jornal da Região da Lisboa 122, de 4 de Abril de 2008

1 comentário:

Fátima disse...

É suposto este blog vir a tornar-se numa forma de comunicar / divulgar iniciativas?
Tem email associado?
Obrigada