terça-feira, 22 de julho de 2008

DESRESPEITO PELO PATRIMÓNIO NA CRIL

Ver edição completa

Moradores temem que esteja a ser destruída galeria do Aqueduto

O avanço das obras de construção do último troço da CRIL, entre a Buraca e a Pontinha, continua a ser alvo de fortes críticas das associações de moradores das localidades que a circular vai atravessar.
A Comissão de Moradores de Santa Cruz de Benfica e da Damaia acusa oGoverno de estar a “violar a Declaração de Impacte Ambiental”, por a “obra estar a avançar a toda a força no terreno sem ainda existir projecto de execução aprovado”.
Na última semana, a Comissão, que continua atenta ao desenrolar dos trabalhos, acusou os responsáveis de estarem ainda a desrespeitar e destruir património. “Quando estavam a ser feitas escavações junto à parede do Aqueduto das Águas Livres na zona da Buraca, foi descoberta uma galeria "pegada" ao Aqueduto, com cerca de 50 metros, até à data desconhecida. Esta galeria situa-se a uma cota mais baixa que oAqueduto das Águas Livres. Amáquina escavadora abriu um buraco sensivelmente a meio desta galeria, tendo ficado uma abertura para cada um dos lados”, lamentam os moradores que foram, de imediato, recolher informações sobre a galeria. “Tem perto de 1,90 metros de altura e 60 centímetros de largura, termina do lado poente numa parede vermelha aparentemente de lamavulcânica, e do lado nascente numa parede antiga (confirmada ssa antiguidade pela formação química calcária que a recobre) onde na parte inferior existe uma estrutura hidráulica em pedra com perto de 50cm quadrados, em actividade, onde é captada água através de fissuras”.(...)

(...) Continuação na página 6 do Jornal da Região da Amadora 138, de 22 a 23 de Julho de 2008

2 comentários:

Anónimo disse...

Enquanto vivermos numa sociedade em que o dinheiro fala mais alto, o património será sempre esquecido e posto em último plano.

Nina David disse...

Enquanto vivermos numa sociedade em que o património fala mais alto, o desenvolvimento será sempre esquecido e posto em último plano. Ora é o aqueduto (que provavelmente ninguém visita à mais de 100 anos, ora é a rã que vive na ribeira que passa ao lado do aqueduto ora é a pomba que é tao linda e vai ficar desalojada... Santa paciência mais esta treta de população que não fazem um corno e só levantam problemas!!! Soluçõa pá... Querem-se é Soluções Pá!!